menu orizontal

Acidamente doce

sábado, 14 de janeiro de 2017

Mudar;


para cada mudança necessária;

Durante muito tempo da minha vida eu vi mudanças como algo muito bom, até elas realmente precisarem acontecer.
Ás vezes elas vem de pouquinho e ás vezes elas chegam com tudo, nos tirando qualquer chance de preparação, foi assim comigo, e eu não conseguia aceitar e comecei a ver todas aquelas mudanças, as pessoas saindo e entrando, os novos comportamentos, o novo lugar, a separação, como algo muito ruim, eu simplesmente esqueci do lado bom disso tudo. E o tempo foi passando e quando vi eu já estava aceitando melhor cada alteração, cada adeus e a chegada de lugares e pessoas novas, e agora que paro e penso sobre todas essas mudanças vejo o quanto isso me fez crescer, entende?

Ás vezes o lugar onde vivemos, uma relação, um costume, não nos fazem mais felizes como antes, o mundo está mudando o tempo inteiro, isso me deixava triste por um tempo mas depois eu percebi o quanto isso é necessário, para nos fazer entender que precisamos deixar as coisas que não nos fazem mais bem para trás, para pararmos de insistir em uma relação que machuca, que talvez a forma que você organizou o quarto não funcione mais da mesma forma como da primeira vez, que a sua casa, seu bairro, sua cidade ou até mesmo o seu país não seja mais o lugar onde você possa ser feliz, e é aí que precisamos mudar.

Sim, mudanças são difíceis, muitas vezes elas machucam, mas no fim são elas que vão nos fazer crescer mais, entender mais sobre nós mesmos, sobre as pessoas, sobre as relações, e principalmente que precisamos ter a mente sempre aberta pra mudanças, eu sei, é muito difícil no começo, mas depois o tempo faz como que se torne algo muito bom.

é preciso mudar,
lua.

sábado, 12 de novembro de 2016

Democrático e confortável; chinelos.

Nada melhor que a junção do útil e o agradável.

Essa época de ficar sofrendo com peças desconfortáveis passou, o mundo ta mudando, e graças a Deus a moda também. Se você ainda não se ligou, se ligue: o confortável também é cool.

O mundo da moda vive em metamorfose, e de vez em quando ele surge com umas coisas gostosas de se ver. A ''tendência'' (não gosto de usar esse termo porque acho que essa moda sempre existiu), da vez são os chinelinhos slide, sabe aquela moda dos anos noventa lançamento da rider na época? Sim, ela voltou, e eu não poderia está mais feliz do que nunca, porque sempre amei essa coisa de conforto, ainda mais que não tenho costume de usar salto, nem nada que aperte de mais. 

O ''slide sandal'', tem toda essa pegada mais arrumadinha, mas dá pra ser o que quiser com elas, sem falar que é super sem gênero, todo mundo pode usar... amei!


Várias marcas lançaram modelinhos nesse estilo:
Nike, Adidas e a nossa querida Melissa não poderia ficar de fora, a marca tem modelos de todas as cores que você possa imaginar, e ainda estampados, é amor de mais!




 Como eu disse, dá pra ser o que quiser de chinelo, não tem essa de look mais arrumadinho, existem v´raios modelos além das havaianas pra usar com todo tipo de look que você imaginar. Por isso selecionei algumas inspirações pra gente:








Sempre,
Lua.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Playlist: Meu garimpo musical

2016 começou e antes mesmo eu já estava ouvindo coisas novas, não tem nada mais gostoso que descobrir uma banda legal que te deixe viciada por um tempo. Descobri muitas dessas, de vários estilos e vim mostrar, espero que gostem.

1- Dillon- Thirteen Thirtyfive


2- Wilkinson- Afterglow


3- The Velvet Underground


4- Milky Chance- Stolen Dance



5- Drake- Headlines


6- Foals- What Went Down

 É isso ai pessoas, espero que curtam essa mini, minizinha play do que descobri musicalmente, indiquem artistas novos pra mim. Besos <3

Sempre,
Lua.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

O que andei assistindo:

To sumidinha disso aqui, mas precisei de um tempo pra decidir umas coisas na minha vida, aos poucos eu volto e quem sabe com novidades, aguardem!!
Durante esse tempo eu andei assistindo algumas coisas, inclusive séries ~ obrigada amor por me apresentar essa droga ~ e como sempre vim falar um pouquinho do que vem ocupando meu tempo na internetchen haha.

1- Little Birds:
Sabe quando você não tem nenhuma noção do que assistir e põe um filme só porque ele tem um nome bonitinho?? Eu, desculpa julgar pela aparência mas sou assim mesmo, e olha que eu gostei desse!! O filme fala sobre duas amigas que  moram em uma cidade pequena e bem pacata, uma delas é bem sensata e gosta da forma como vive, já a outra é dessas revoltadas que quer ir embora, viver coisas novas e ''on the roud..'', dai elas fogem, conhecem uns adolescentes delinquentes e várias coisas acontecem. O filme é bem clichê mas a história não é ruim e vale a pena pra passar o tempo, a fotografia também é bem bonitinha :)

2- Interestelar:
É só ver que o filme é do Christopher Nolan que você já tem uma noção que vai rolar uns paranauê, teorias e conspirações. Esse tipo de filme não é meu forte mas eu amo os filmes do Nolan, toda essa coisa de física me deixa bem empolgada. Esse aí se passa em um futuro onde todos os nutrientes estão se esgotando, e não tem mais alimento para a população e os únicos meios de alguém sobreviver é ser fazendeiro. Dai tem uma organização da nasa que estão buscando em outros planetas uma forma de sobrevivência. O filme é bem louco, rola umas teorias da física sobre tempo, paradoxos e você pode ficar um pouco confuso mas eu gostei muito, sem falar que tem a Anne Hathaway como uma cientista super linda, já vale a pena por isso.

 3- Tomboy:
Sobre não ter apostado nada e ter me apaixonado! O longa fala sobre a vida de uma menina de 8 anos ( se não me engano ), que se vê como um menino, ela se apresenta com um nome masculino, se veste de tal forma e se sente bem assim, mas os seus amigos não sabem disso nem os seus pais. O filme é bem leve e natural, até parece um documentário, eu adorei essa naturalidade para um assunto tão forte e cheio de tabus. Eu vi que o filme ganhou vários prêmios, e realmente ele tem uma história incrível sobre um assunto pouco abordado, é legal pra entender um pouco sobre esse assunto.

4- O fantástico sr. Raposo:
Bem que eu queria que a vida fosse um filme do Wes Anderson. Eu como fã não poderia deixar de assistir essa animação amorzinho do Wes, eu amei cada detalhe, é incrível como ele consegue suavizar os problemas nos seus filmes, não sei o que ajudou mais, a paleta de cores toda em laranja, vermelho e tons terrosos ou a fofura dos personagens? O filme fala sobre a vida do Sr. Raposo, ele tem uma família muito fofa mas, não largou o mundo dos roubos e isso o leva a uma enrascada muito grande, fazendo com que sua familia e amigos corram muito perigo. O longa é um encanto e cada detalhe surpreende, sem falar da mensagem passada no final, como não amar?

5- Bates Motel:
Nada como um suspense pra me fazer assistir duas temporadas de uma vez ( ainda sim não bati o recorde do Vinícius -_- ). Bates Motel fala sobre a história de Norman Bates - sim, aquele do Hitchcock - e a sua estranha e possessiva relação com a mãe Norma. As duas temporadas são muito boas e intrigantes, apesar de ter divido opiniões por se passar no século XXI e não na década de 50 como no filme ''Psicose'', a série é muito boa, e a cada episódio mais segredos são impostos e você vai descobrindo como Norman se tornou o maior Serial Killer do cinema. Tô só esperando a Netflix liberar a terceira temporada pra poder me preparar pra quarta, que promete mostrar o que acontece no filme, yupii!!


6- Gravity Falls:
Voltei a assistir por motivos de: saudades, eu sempre amei esse desenho desde a sua primeira exibição no canal da Disney, meu namorado disse que passava no Netflix e fui correndo assistir. A animação fala sobre a ida de dois irmão a uma cidadezinha pitoresca chamada Gravity Falls, mas essa cidade abriga segredos e mistérios por todo lugar, e é ai que as aventuras de Dipper e Maybel começam. Gentee eu morro com esse desenho e sou tipo uma versão mais infantil e com cabelo liso da Maybel hehehe, recomendo a todo mundo que gosta de ter algo pra distrair um pouco, sem falar que eu adoro essa coisa meio que de terror, é muito divertido!!

Foi isso que andei assistindo durante esse tempinho afastada, a maioria você pode encontrar no Netflix ou pela net mesmo.

Sempre,
Lua.